20 de ago de 2010


"Que coisas são essas que me dizes sem dizer, escondidas atrás do que realmente quer dizer? 
Tenho me confundido na tentativa de te decifrar, todos os dias. Mas confusa, perdida, sozinha, minha única certeza é que de cada vez aumenta ainda mais minha necessidade de ti. Torna-se desesperada, urgente. Eu já não sei o que faço. Não sinto nenhuma outra alegria além de ti. Como pude cair assim nesse fundo poço? Quando foi que me desequilibrei? Não quero me afogar. Quero beber tua água. Não te negues, minha sede é clara.”

4 comentários:

Sara disse...

Uau!! Profundo hein...adorei!!
Completar se no outro pode ser uma maneira de nos encontrar, as vezes...1 abraço

Wanderley Elian Lima disse...

Tanto amor assim ,as vezes machuca.
Bjux

Lury Sampaio disse...

Eras, isso descreve muito bem o que ando passando...
beijo.

legalmente loira... disse...

querida amiga,
adorei te receber!
belo espaço e ja estamos juntas...
o amor tem que ser assim intenso....
que lindo....
tem uma linda alma:)

um otimo final de semana com bjos meus...obrigada pelo carinho!
volto segunda...